10 lugares para conhecer no Rio de Janeiro antigo

Nem só de belas praias, Samba e temperaturas altas vive o Rio. O Rio também é história. Capital do império, a Cidade é um verdadeiro palco arquitetônico! Vale a pena conferir! Listamos aqui 10 lugares que precisam ser visitados por você, amante de história. A cidade foi fundada em 1565 por Estácio de Sá e foi capital do Brasil de 1763 a 1960. Em 1808, a família Real Portuguesa fugiu de Portugal por conta das invasões Napoleônicas e se estabeleceu na cidade, o que transformou o Rio na cidade mais importante do novo império Português – e única Capital Européia fora da Europa. Para conhecer um pouco da história do Rio de Janeiro, separamos 10 lugares para conhecer o Rio de Janeiro de antigamente e ainda se divertir enquanto estiver na cidade.

 

1- Aqueduto da Carioca (Arcos da Lapa)Veja no mapa

Criado em 1750 para resolver o problema de falta d’água na cidade, o Aqueduto da Carioca hoje é conhecido popularmente como Arcos da Lapa, um dos cartões postais mais famosos do Rio de Janeiro. O aqueduto foi feito para levar a água do Rio da Carioca até o chafariz do Largo da Carioca, ligando o Morro de Santa Teresa ao de Santo Antônio, no Largo da Carioca. Ao ver as pinturas da época, é possível visualizar um pouco o que era o lugar no início do século XIX, totalmente diferente da área boêmia de hoje. Hoje, dividem espaço diversos bares, boates e o comércio informal de rua vendendo bebidas.

As atrações gastronômicas são muitas, porém duas fazem parte da cultura carioca: o Restaurante Cosmopolita, famoso por ter criado o Filet a Osvaldo Aranha e o português Nova Capela e seu delicioso arroz com cabrito. O Circo Voador, que fica atrás do aqueduto, é uma das casas de espetáculos mais míticas da cidade. Vale a pena conferir sua programação.

 

 

 

2- Rua do LavradioVeja no mapa

                                                                                                                                

A Rua do Lavradio é uma via da cidade do Rio de Janeiro, localizada no bairro da Lapa, começando na Rua do Riachuelo e terminando na Rua Visconde de Rio Branco.

Foi aberta em 1771 e mandada alinhar em 1777 pelo 2º Marquês do Lavradio, Luis de Almeida Portugal Soares de Alarcão Eça e Melo Silva e Mascarenhas, que por dez anos foi Vice-Rei do Brasil (1769-1779). Mandou construir a sua residência nessa rua, cujo prédio ainda se localiza na esquina com a Rua da Relação, onde promovia muitas festas e reuniões sociais como forma de compensar as poucas opções de lazer da capital da Colônia. Atualmente, a construção abriga a Sociedade Brasileira de Belas Artes (SBBA).

A Rua do Lavradio, na Região Central do Rio, conta, hoje, com concorridos bares e restaurantes e nela são promovidas feiras de antiguidades prestigiadas pelos mais conhecidos antiquários da cidade. Também ali se encontra o jornal “Tribuna da Imprensa”, do qual o seu antigo proprietário, o jornalista Carlos Lacerda, na década de cinquenta, sustentou uma campanha política contra o segundo governo de Getúlio Vargas.

 

3- Paço Imperial e Rua Primeiro de MarçoVeja no mapa

O Paço Imperial é um dos lugares com uma fortíssima influência portuguesa no Rio de antigamente.

Foi construído no século XVIII, funcionando como sede de decisões do Rio real e também imperial.

Hoje, o Paço é um espaço cultural com muitas atividades e vale a visita para ver uma parte do Rio antigo.

Falando em arte, a Rua Primeiro de Março, onde fica o Paço, tem uma outra atração imperdível na

cidade – o Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB). Além de ser um dos principais espaços de arte no Rio,

o edifício era a sede do primeiro Banco do Brasil e é parte da história da modernização do país.

 

4- Praça Tiradentes  – Veja no mapa 

Antes de virar Praça Tiradentes, esse largo no centro do Rio foi chamado de Rossio (em uma referência à Lisboa), Campo dos Ciganos, Campo da Lampadosa, Campo do Polé e Praça da Constrituição. Só em 1890, ela ganhou o nome de Tiradentes, em homenagem ao mártir da Inconfidência Mineira. A estátua enorme no meio da praça é de D. Pedro I, comemorando a independência do Brasil de 1822. A curiosidade da escultura fica por conta de quem idealizou o projeto: Louis Rochet e seu aprendiz na época, Auguste Rodin.

                                                                                                                                                

No início do século XIX, a Praça Tiradentes já era uma área de muita atividade cultural, com os importantes Teatro Carlos Gomes e Teatro João Caetano. Para quem quer se divertir nessa área do Rio Antigo, vale a pena conferir a programação cultural da Estudantina Musical (antiga Gafieira Estudantina). Todo sábado, rola o tradicional samba de gafieira, que há mais de 85 anos acontece no local.

 

5- Largo da Carioca  – Veja no mapa

Considerado o coração do Rio de Janeiro, o Largo da Carioca pode ser considerado o centro do centro do Rio. Olhando as milhares de pessoas que passam pelo largo hoje em dia, é difícil acreditar que no passado, ali existia a Lagoa de Santo Antônio. No morro de Santo Antônio, onde fica o largo, foi construído o famoso convento com o nome do mesmo santo. Em 1592, os frades franciscanos ganharam o terreno e ali se estabeleceram. Hoje, além do convento, é possível visitar a Caixa Cultural, centro cultural da Caixa Econômica, com exposições interessantes. Para quem estiver pela área, uma boa pedida é tomar um chopp perfeitamente tirado no Bar Luiz. Um dos mais tradicionais da cidade e fundado em 1887, tem origem alemã e por isso, além da cerveja, as salsichas são uma delícia.

lugares para conhecer no Rio de Janeiro - Largo-da-Carioca

 

6. Praça Paris Veja no mapa

lugares para conhecer no Rio de Janeiro - Praca-Paris

 

O Rio Antigo tem muitas influências francesas e em 1930, esse jardim foi construído para reproduzir os ares de belle-epoque de Paris na cidade carioca. Tinha sido destruído por conta de obras do metrô, mas em 1992 foi re-inaugurado, um verdadeiro presente para o Rio de Janeiro. Hoje, a praça é bem-cuidada e tem lindas vistas para o centro do Rio e o Outeiro da Glória. Se você visitar a cidade no inverno, a boa pedida na região é a tradicional Casa da Suíça, restaurante que desde os anos 50, é o melhor lugar para comer fondue e outras delícias suíças.

 

7. Largo do BoticárioVeja no mapa

lugares para conhecer no Rio de Janeiro - Largo-do-Boticario

 

Esse recanto encantado e escondido do Rio de antigamente era originalmente um terreno comprado pelo boticário da família real, por volta de 1830. Daí, veio o nome do local. No século XX, foram construídas casas de estilo neocolonial, que estão até hoje no local. O charme do Largo do Boticário, além das casas antigas e coloridas, é a localização, no bairro do Cosme Velho. Cercado pela Mata Atlântica, o verde das árvores contrasta com as cores das casas, dando um ar muito bucólico, mágico e único ao local.

 

8. Quinta da Boa Vista Veja no mapa

lugares para conhecer no Rio de Janeiro - Quinta da Boa Vista

 

A Quinta da Boa Vista era a residência oficial da Família Real Portuguesa no Brasil entre 1808 e 1889, quando a República foi proclamada. O espaço foi doado à Família Real por um comerciante, que deu o nome de “Quinta da Boa Vista” porque a vista para a Baía de Guanabara do alto da colina na quinta era estonteante. Hoje, o parque é frequentado por locais, que vem passar o domingo em família. Um passeio pelo Rio da época do império e fora do circuito clássico do centro da cidade.

Para quem visita a Quinta da Boa Vista, outra atração imperdível em São Cristóvão é o Centro Luiz Gonzaga de Tradição Nordestinas, programa perfeito para quem quer provar a culinária do nordeste do país e dançar forró.

 

9. Confeitaria Colombo Veja no mapa

lugares para conhecer no Rio de Janeiro - Confeitaria-Colombo

 

Entrar na Confeitaria Colombo, no centro, é uma viagem aos tempos de art-nouveau no Rio de Janeiro. Provavelmente um dos cafés mais bonitos do mundo, foi fundado em 1894 por imigrantes portugueses. A atmosfera, porém, é bastante parisiense. Os salões eram frequentados por grandes nomes, como Chiquinha Gonzaga, Getúlio Vargas e Juscelino Kubitschek. Hoje, a casa de chá e café continua a funcionar a todo vapor do coração do Rio, perto do Largo da Carioca.

 

10. Cinelândia Veja no mapa

 

lugares para conhecer no Rio de Janeiro - Cinelandia

 

Pouca gente conhece a Praça Floriano. Mas a Cinelândia, todo carioca conhece. O apelido pegou, pois a praça era o centro de entretenimento do Rio de Janeiro antigo. Na Cinelância, estão o Theatro Municipal (uma pequena réplica o Òpera de Paris) e o Cinema Odeon, a sala mais tradicional da cidade. Com esses nomes, dá para perceber que a praça foi inspirada em Paris, como grande parte do centro do Rio de Janeiro. Os lugares culturais na praça não páram por aí – o Museu Nacional de Belas Artes e o Centro Cultural da Justiça Federal (CCJF) ficam também em torno desse lugar que é um dos mais emblemáticos do centro carioca.

 

Gostou das dicas? Aproveite e dê mais sugestões de lugares para postarmos aqui!